Muitos mares a navegar

Atualizado: 7 de Fev de 2019

O ano novo começa com uma onda de novos projetos, ideias fresquinhas, muita energia para criar oficinas, experiências e brincadeiras, infinitas possibilidades para ampliar o universo do nosso projeto.

Assim como nosso querido leão Vitrúvio, vamos nos apoiar nas histórias do passado para fazer brotarem os ideais do futuro. Damos as mãos ao caracol Lemni e à girafa Estrela para contar como foi nossa experiência deliciosa com a oficina de Natal, que aconteceu em dezembro na Kiné Barra.



Se você não entendeu muito bem quem são Lemni, Estrela e Vitrúvio, precisa vir a um dos nossos eventos, ouvir as histórias inéditas criadas para cada página do livro. Eles são os personagens do conto desenvolvido para a página Caracol vira Girafa vira Leão, uma das preferidas de todas as crianças que interagem com nossas ondas!


Nesta oficina, oferecemos às crianças a oportunidade de vivenciar cada fase da onda, progressivamente. O cenário foi montado de forma a proporcionar as experiências sucessivas, na ordem adequada, com a possibilidade de voltar ao princípio e passar por quantas ondas a criança desejasse. De fato, elas mergulharam de cabeça na proposta e passaram horas aproveitando cada etapa da experimentação. O formato da oficina permitiu uma atenção bastante individualizada a todos os participantes, que iam passando de uma estação a outra.





A etapa AM, do caracol, fala do aconchego, do silêncio, das sensações, de estar protegido e contido. É convencionalmente representada na cor amarela, cor da nossa cabana AM, em que Tatiana Heine cuidou com muito carinho de cada criança, trazendo-a para um mundo de quietude, paz e tranquilidade. Alguns precisaram de um tempo bem largo, até terem o desejo de passarem para a próxima fase. Todos quiseram voltar para a cabana no final, para iniciar o processo outra vez.







A etapa PA(AP), vermelha, da criatividade e imaginação, do mundo encantado e lúdico das histórias inventadas, foi onde Renata Ungier levou os pequenos em uma viagem interativa, no tapete mágico dos contos que brotam das páginas do livro Como ser uma onda.





A etapa PM, representada pela cor violeta, fala do pensamento, do raciocínio, do saber e do saber fazer. Foi ali que Claudia Solano mostrou às crianças um pouco da lógica por trás das ilustrações e palavras do livro, a sucessão das imagens e cores nas ondas. Eles puderam usar material de desenho e adesivos para recriar novas ondas, com ajuda da Claudia, buscando decifrar o método e encontrar uma coerência em suas produções. Adaptando-se a proposta à idade de cada um, é claro! Afinal, tivemos participantes de 2 a 10 anos...






No final, nosso presentinho de Natal, a folha de atividades especialmente criada para a ocasião. Liberdade total para interagir, pintar, desenhar, ligar os pontos ou não, seguir o labirinto ou não... Era o momento de misturar todas as fases, todas as experiências e, simplesmente, brincar à vontade.




A gente disponibilizou a folha pra imprimir aqui no blog, em outro post, é só clicar aqui!

Aliás, as ondas para brincar também estão em pdf, nesse link aqui.


Nossa equipe contou ainda com a valiosa ajuda da Flávia Faria, para que cada uma de nós pudesse se dedicar integralmente à sua "estação". Foi uma manhã maravilhosa para todos nós, você não pode perder a próxima!



Pouco a pouco, vamos contar mais detalhes, a partir da nossa vivência individual em cada uma das estações. Enquanto isso, damos partida em um novo ano, cheio de descobertas, de auto-conhecimento, de contato com aqueles que são mais importantes para nós.


Segundo Godelieve Denys-Struyf, o processo de consciência não é sobre saber quem eu sou, e sim em que ponto da minha onda estou, no momento presente. Esperamos que as experiências que trocamos aqui ajudem adultos e crianças a desvendar um pouco estes caminhos.


Feliz 2019!



© Como ser uma onda // 2019 // Rio de Janeiro

  • Preto Ícone Spotify
  • Instagram ícone social
  • Black Facebook Icon